MostrEmCasa: Arte, Tecnologia e Experiência Decolonial no Contexto de Pandemia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18617/liinc.v17i2.5774

Palavras-chave:

Pandemia, Arte, Tecnologia, Ensino/aprendizagem, Experiência decolonial

Resumo

O trabalho trata diretamente da experiência na realização de um curso livre na modalidade online, como atividade complementar ao currículo em um curso de graduação na área de Comunicação da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Tal atividade surge como possibilidade em contribuir na construção de rumos/direcionamentos para a educação no contexto da pandemia Covid-19, na medida em que reflexiona o locus de ensino/aprendizagem – processos, espaços, sujeitos – através da arte e tecnologia, a partir de uma perspectiva decolonial. O curso MostrEmCasa teve como objetivo refletir sobre a importância da arte e das linguagens midiáticas como um elemento fundamental para a consciência, acolhimento e enfrentamento aos desafios vividos mundialmente, buscando experienciá-las no cotidiano “mínimo” imposto por esse período de isolamento/confinamento social. Os resultados apontam que a arte, através das tecnologias digitais, numa perspectiva decolonial, se constitui como um recurso para o livre pensar/fazer sobre si e sobre o mundo

Biografias dos autores

Claudio Xavier, Departamento de Ciências Humanas, Universidade do Estado da Bahia, Salvador, BA, Brasil

Professor Adjunto na Universidade do Estado da Bahia-UNEB (atua no curso de Comunicação); Membro Permanente do Comitê de Iniciação Científica (área de Ciências Sociais Aplicadas); Pós-doutor no Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro, Portugal (2017); Doutor em Ciências e Tecnologias da Comunicação (Departamento de Comunicação e Arte, Universidade de Aveiro, Portugal - 2008 com bolsa CAPES); Mestre em Educação (Currículo e Tecnologias da Comunicação, UFBa, 2004 - com distinção), Especialista em Computação Gráfica (Unifacs, 1999), Bacharel em Design, com ênfase em Computação Gráfica (Unifacs, 1997). Tem experiência nas áreas de Artes, Design, Comunicação, Educação e Tecnologias Digitais. Na experiência acadêmico/científica, vem atuando a partir da tríade Imagem/Corpo/Tecnologia, nomeadamente: ciberespaço, cibercorpo e ciberaprendizagem (corporeidade e corporalidade no contexto tecnológico); design e (in)formação visual; objetos e espaços de aprendizagem. Desenvolve a construção conceitual de egomuseu - musealização de si nas redes sociais - a partir de narrativas e autorias no Instagram.

Katia Santos de Morais, Departamento de Ciências Humanas, Universidade do Estado da Bahia, Salvador, BA, Brasil

Doutora em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia (PósCom/UFBA), com estágios doutorais no Communication and Media Research Institute (CAMRI) da Universidade de Westminster (Inglaterra) e no Department of Radio-Television-Film (RTF) da Universidade do Texas em Austin (Estados Unidos), este último com bolsa sanduíche da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Professora Adjunta da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), lotada no Colegiado de Comunicação Social- Relações Públicas, Departamento de Ciências Humanas (DCH1). É membro permanente do Comitê de Iniciação Científica da mesma instituição. Atualmente desenvolve pesquisa sobre relações entre a política audiovisual, indústria de mídia e produção independente. Integra os grupos de pesquisa Interfaces (UNEB) e Comunicação e Política- CP-Redes (PósCom/UFBA). Áreas de interesse: Economia Política do Audiovisual; Mídia global; Indústrias de mídia; Políticas de comunicação.

Nadia Virginia Barbosa Carneiro, Departamento de Ciências Humanas, Universidade do Estado da Bahia, Salvador, BA, Brasil

Possui graduação em Filosofia pela Universidade Federal da Bahia (1987), mestrado em Comunicação e Cultura Contemporânea pela Universidade Federal da Bahia (1996) e doutorado em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2003). Foi professora da UEFS - Universidade Estadual de Feira de Santana, de 1994 à 2013. Desde fevereiro de 2014 é professora titular da Universidade do Estado da Bahia - UNEB. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Filosofia da Arte, atuando principalmente nos seguintes temas: olhar cidade fotografia imagem imaginário, obra de arte estética olhar, diversidade, audiovisual, cultura, tecnologia, contemporaneidade e imagem. Também atua como consultora de projetos das áreas de Ciências Humanas, Artes, Audiovisual e Filosofia, bem como na orientação de projetos de pesquisa e candidaturas a residências artísticas. Colabora como consultora em Comunicação, radiodifusão educativa e universitária pública.

Referências

Akotirene, Carla. 2019. O Que é Interseccionalidade? Coleção Fe. São Paulo, Brasil: Sueli Carneiro; Pólen.

Bachelard, Gaston. 2000. A Poética Do Espaço. Sao Paulo - Brasil: Martins Fontes.

Barbier, René. 1998. “A Escuta Sensível Na Abordagem Transversal.” In Multirreferencialidade Nas Ciências e Na Educação, edited by Joaquim Barbosa. São Carlos, SP-Brasil: Editora da UFSCar.

Beck, Ulrich, Anthony Giddens, and Scott Lasch. 1995. Modernização Reflexiva: Política, Tradição e Estética Na Ordem Social Moderna. São Paulo, Brasil: UNESP.

Bronowski, Jacob. 1983. Arte e Conhecimento: Ver, Imaginar, Criar. Lisboa, Portugal: Edições 70.

Burke, Peter. 2003. Uma História Social Do Conhecimento: De Gutemberg à Diderot. Rio de Janeiro, Brasil: Jorge Zahar.

Escobar, Arturo. 2005. Más Allá Del Tercer Mundo. Globalización y Diferencia. Bogotá, Colombia: Instituto Colombiano de Antropologia e História-Universidad del Cauca.

Fidalgo, António. 2020. “Ensino de Corpo e Alma.” Jornal Observador, 2020.

Fróes Burnham, Teresinha. 2000. Sociedade Da Informação, Sociedade Do Conhecimento, Sociedade Da Aprendizagem: Implicações Ético-Políticas No Limiar Do Século. Edited by Lídia Lubisco, Nídia; Brandão. Informação. Salvador - Brasil: EDUFBa.

Gadamer, Hans-Gerg. 1997. Verdade e Método. 2nd ed. Petrópolis, RJ Brasil: Vozes.

Jenkins, Henry. 2008. Cultura Da Convergência. Trad. Susa. São Paulo, Brasil: Aleph.

Lander, Edgardo. 2005. “Ciências Sociais: Saberes Coloniais e Eurocêntricos.” In A Colonialidade Do Saber: Eurocentrismo e Ciências Sociais. Perspectivas Latinoamericanas, 08–23. Ciudad Autónoma de Buenos Aires, AR: CLACSO.

Lash, Scott. 2005. Crítica de La Información. 1st ed. Buenos Aires, AR: Amorrortu.

Lévy, Pierre. 1999. Cibercultura. Edited by Carlos Irineu da Costa. São Paulo, Brasil: Editora 34.

Marotta, Vince. 2017. “The Cyborg Stranger and Posthumanism.” In Theories of the Strange: Debates on Cosmopolitanism, Identity and Cross-Cultural Encounters, 1st ed. New York: Routledge Taylor & Francis Group.

Mattos, Wilson Roberto de. 2007. Contribuição Historiográfica Ao Debate Sobre Ações Afirmativas: Exclusão Racial Na Bahia Do Século XIX. Salvador - Brasil: EDUFBa.

Meneses, Maria Paula, and Boaventura de Sousa Santos. 2009. Epistemologias Do Sul. Revista Crítica de Ciências Sociais. Coimbra, Portugal: Edições Almedina SA. https://doi.org/10.4000/rccs.689.

Morin, Edgar. 1993. “Edgar Morin, Contrabandista Dos Saberes.” In Do Caos à Inteligência Artificial: Quando Os Cientistas Se Interrogam, edited by Guitta Pessis-Pasternak, 83–94. Sao Paulo - Brasil: Editora da Universidade Estadual Paulista.

OCDE. 2020. “The Impact of COVID-19 on Education: Insights from Educations at a Glance 2020.” OCDE. 2020.

OMS. 2020. “WHO Director-General’s Opening Remarks at the Media Briefing on COVID-19.” OMS. 2020.

Pareyson, Luigi. 2001. Os Problemas Da Estética. 3a ed. São Paulo, Brasil: Martins Fontes.

Queiroz, Delcele Mascarenhas. 2000. “Desigualdades Raciais No Ensino Superior: A Cor Da UFBA.” In Educação, Racismo e Anti-Racismo. Programa “A Cor Da Bahia” - UFBA, edited by Delcele Mascarenhas et al Queiroz, 11–44. Salvador - Brasil: UFBA.

Queiroz, Delcele Mascarenhas. 2002. “Desigualdades Raciais No Ensino Superior No Brasil.” In O Negro Na Universidade. Programa "A Cor Da Bahia - UFBA, edited by Delcele Mascarenhas et al Queiroz, 13–55. Salvador - Brasil: UFBA.

Ribeiro, Renato Janine. 2020. “Educação Na Pandemia e Volta Às Aulas: Ex-Ministro Renato Janine Ribeiro Conversa Com Paulo Makun.” 2020.

Ribeiro, Renato Janine. 2021. “Ex-Ministro Da Educação Critica: Brasil é Um País Apaixonado Pela Abstração.” Revista Ensino Superior. 2021.

Rubino, Silvana, and Marina Grinover. 2009. Lina Por Escrito. Sao Paulo - Brasil: Cosac Nayfy.

Santos, Boaventura de Sousa. 2001. Pela Mão de Alice: O Social e o Político Na Pós-Modernidade. 8a ed. Sao Paulo - Brasil: Cortez.

Santos, Boaventura de Sousa. 2020. A Cruel Pedagogia Do Vírus. Coimbra, Portugal: Edições Almedina SA.

UNICEF, WHO, and IFRC. 2020. “Key Messages and Actions for COVID-19 Prevention and Control Is Schools.” 2020.

Vicini, Andrea, and Agnes M. Brazal. 2015. “Longing for Transcendence: Cyborgs and Trans- and Posthumans.” Theological Studies 76 (1): 148–65. https://doi.org/10.1177/0040563914565308.

Wertheim, Margaret. 2001. Uma História Do Espaço de Dante Aà Internet. Rio de Janeiro, Brasil: Jorge Zahar.

Downloads

Publicado

30/11/2021

Como citar

Xavier, C. ., Morais, K. S. de, & Carneiro, N. V. B. (2021). MostrEmCasa: Arte, Tecnologia e Experiência Decolonial no Contexto de Pandemia. Liinc Em Revista, 17(2), e5774. https://doi.org/10.18617/liinc.v17i2.5774

Edição

Seção

Decolonialidade e Ciência da Informação: veredas dialógicas