O sujeito informacional e as redes sociais online: reflexos da polarização política nas práticas informacionais relacionadas à pandemia de Covid-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18617/liinc.v18i2.6081

Palavras-chave:

Desinformação, Polarização, Práticas Informacionais, Pandemia

Resumo

A pandemia de Covid-19 trouxe grandes desafios ao mundo e evidenciou problemas de ordem informacional, como a enorme quantidade de conteúdos que circulam na internet e a desinformação. Além disso, o cenário brasileiro também experimentou o forte impacto decorrente da politização da crise sanitária. Nesse contexto, o artigo apresenta pesquisa sobre as práticas informacionais em relação à pandemia, no âmbito das redes sociais online. Para tanto, adotou-se a Análise de Discurso Crítica, a fim de se compreender a forma pela qual os conteúdos acerca da pandemia, em especial os posicionamentos defendidos pelo governo federal, foram apreendidos e repercutidos pelos usuários, no Facebook. Os resultados demonstraram extensa circulação de conteúdo desinformativo e polarização política dos internautas

Biografia do Autor

  • Andrea Heloiza Goulart, Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil

    Doutoranda em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCINF) da Universidade de Brasília (UnB). Mestre em Ciência da Informação pela Universidade de Brasília (UnB) (2018). Possui graduação em Comunicação Social  e MBA Executivo em Marketing. Participa do grupo de pesquisa Fatores Humanos na Interação e Comunicação da Informação (FHICI). Temas de interesse: estudo de usuários, práticas informacionais, fator emocional, acesso e compartilhamento de informações em meios digitais, relação entre o sujeito e a informação em diferentes contextos.

  • Ivette Kafure, Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil

    Doutora em Ciência da Informação, Universidade de Brasília, Brasília, Distrito Federal (DF), Brasil. Mestre em Informática, Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande, Brasil. Especializada em Práticas Audiovisuais, Universidade del Valle, Cali, Colômbia. Especializada em Pedagogia da Cooperação e Metodologias Colaborativas na Universidade da Paz (Unipaz) em colaboração com a Universidade Paulista (Unip), DF, Brasil. Graduada em Engenharia de Sistemas, Universidade Autônoma de Manizales, Manizales, Colômbia. Atualmente é professora na Universidade de Brasília (UnB) na Faculdade de Ciência da Informação (FCI), Brasília, Brasil. Líder do Grupo de Pesquisa Fatores Humanos na Interação e Comunicação da Informação - FHICI (FCI/UnB). Temas nos que atua e/ou pesquisa principalmente: aspectos sociais e fatores humanos na interação de-e-entre seres humanos, práticas informacionais, desenho universal, cooperação, inclusão, mediação e comunicação da informação.

Referências

ALEXA, 2020. Top Sites in Brazil. 2020. [Acesso em 17 março 2020]. Disponível em: https://www.alexa.com/topsites/countries/BR

BELDARRAIN CHAPLE, E. R., 2020. La información científica confiable y la COVID- 19. Revista Cubana de Informação em Ciências da Saúde. set. 2020. vol. 31, no. 3. [Acesso em 8 ago. 2022]. Disponível em: http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2307-21132020000300004&lng=es&nrm=iso

BERTI, I. C. L. W. e ARAÚJO, C. A. A., 2017. Estudos de usuários e práticas informacionais: do que estamos falando? Informação & Informação. 2017. vol. 22, no. 2, p. 389-401. [Acesso em 12 ago. 2022]. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/v/33832

BEZERRA, A. C., 2017. Vigilância e cultura algorítmica no novo regime global de mediação da informação. Perspectivas em Ciência da Informação. 2017. Belo Horizonte, vol. 22, no. 4, p. 68-81. [Acesso em 9 ago. 2022]. Disponível em: https://www.scielo.br/j/pci/a/zxgymJJ9DrB6xCKWtRfNHwq/?lang=pt

BEZERRA, A. C., 2019. Teoria Crítica da Informação: proposta teórico-metodológica de integração entre os conceitos de regime de informação e competência crítica em informação. Em: BEZERRA, A. C., SCHNEIDER, M., PIMENTA, R. M. e SALDANHA, G. S., 2019. iKrítika: estudos críticos em informação. Rio de Janeiro, RJ: Garamond. p. 15-72.

BLATT, R., 2018. Historia reciente de la verdade. Madrid: Turner Publicaciones.

BRITO, R., 2020. Bolsonaro volta a se referir ao coronavírus como gripezinha, critica governadores e gera reação. Reuters. 24 março 2020. [Acesso em 7 ago. 2022]. Disponível em: https://economia.uol.com.br/noticias/reuters/2020/03/24/bolsonaro-volta-a-se-referir-ao-coronavirus-como-gripezinha-e-criticar-governadores-por-restricoes.htm

BRISOLA, A. e BEZERRA, A. C., 2018. Desinformação e circulação de “fake news”: distinções, diagnóstico e reação. Em: Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação. Londrina, PR: XIX ENANCIB. 2018. [Acesso em 22 outubro 2022]. Disponível em: https://www.brapci.inf.br/index.php/res/v/102819

CROWDTANGLE TEAM, 2021. CrowdTangle. Facebook, Menlo Park, California, United States. 2021. [Acesso em 22 mai. 2021]. Disponível em https://www.crowdtangle.com

DAVALLON, J., 2007. A mediação: a comunicação em processo? Prisma.com. 2007. no. 4. [Acesso em 11 out. 2022]. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/v/61109

DELMAZO, C. e VALENTE, J. C. L., 2018. Fake news na redes sociais online: propagação e reações à desinformação em busca de cliques. Media & Jornalismo. 2018. vol. 18, no. 32, p. 155-169. [Acesso em 8 ago. 2022]. Disponível em: https://impactum-journals.uc.pt/mj/article/view/2183-5462_32_11

DUARTE, A. B. S., ARAÚJO, C. A. A. e PAULA, C. P. A., 2017. Práticas Informacionais: desafios teóricos e empíricos de pesquisa. Informação em Pauta. 2017. vol. 2, no. especial. [Acesso em 12 ago. 2022]. Disponível em: http://periodicos.ufc.br/informacaoempauta/article/view/20650/31063

FAIRCLOUGH, N., 2003. Analysing Discourse. London: Routledge.

FALLIS, D., 2015. What is disinformation? Library Trends. 2015. vol. 63, no. 3, p. 401-426. [Acesso em 22 out. 2022]. Disponível em: https://philpapers.org/rec/FALWID

GARCIA, L. P. e DUARTE, E., 2020. Infodemia: excesso de quantidade em detrimento da qualidade das informações sobre a COVID-19. Epidemiologia e Serviços de Saúde. 2020. vol. 29, no. 4. [Acesso em 9 ago. 2022]. Disponível em: https://www.scielosp.org/pdf/ress/2020.v29n4/e2020186/pt

HARARI, Y. N., 2021. Yuval Noah Harari: Lessons from a year of Covid. Financial Times. 26 fevereiro 2021. [Acesso em 7 ago. 2022]. Disponível em: https://www.ft.com/content/f1b30f2c-84aa-4595-84f2-7816796d6841

LEWANDOWSKY, S., SMILLIE, L., GARCIA, D., HERTWIG, R., WEATHERALL, J., EGIDY, S., ROBERTSON, R. E., O’CONNOR, C., KOZYREVA, A., LORENZ- SPREEN, P., BLASCHKE, Y. e LEISER, M., 2020. Technology and Democracy: Understanding the influence of online technologies on political behaviour and decision- making. 2020. Luxembourg: Publications Office of the European Union. [Acesso em 12 ago. 2022]. Disponível em: https://publications.jrc.ec.europa.eu/repository/handle/JRC122023

MAGALHÃES, I, MARTINS, A. R. e RESENDE, V. M., 2017. Análise de Discurso Crítica: um método de pesquisa qualitativa. Brasília: Editora da Universidade de Brasília.

MARTINO, L. M. S., 2014. Teoria das Mídias Digitais: linguagens, ambientes, redes. Petrópolis, RJ: Vozes.

MENEZES, L. F., 2020. Não é verdade que STF afastou Bolsonaro de ações para o controle da pandemia. Aos Fatos. 1 julho 2020. [Acesso em 11 ago. 2022]. Disponível em: https://www.aosfatos.org/noticias/nao-e-verdade-que-stf-afastou-bolsonaro-de-acoes-para-o-controle-da-pandemia/

ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE. 2020. Entenda a infodemia e a desinformação na luta contra a COVID-19. Página Informativa. 2020. no. 5. [Acesso em 7 ago. 2022]. Disponível em: https://iris.paho.org/bitstream/handle/10665.2/52054/Factsheet-Infodemic_por.pdf?sequence=16

RECUERO, R., BASTOS, M. e ZAGO, G., 2020. Análise de Redes para Mídia Social. Porto Alegre: Sulina.

RENDÓN-ROJAS, M. A. e GARCÍA-CERVANTES, A., 2012. El sujeito informacional em el contexto contemporáneo. Un análisis desde la epistemologia de la identidade comunitária-informacional. Encontros Bibli. 2012. vol. 17, no. 33, p. 30-45. [Acesso em 8 ago. 2022]. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2012v17n33p30/21709

RESENDE, V. M. e RAMALHO, V., 2006. Análise de Discurso Crítica. São Paulo: Contexto.

ROCHA, E. C. F., GANDRA, T. K. e ROCHA, J. A. P., 2017. Práticas informacionais: nova abordagem para os estudos de usuários da informação. Biblios. 2017. no. 68, p. 96-109. [Acesso em 8 ago. 2022]. Disponível em: http://www.scielo.org.pe/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1562-47302017000300007&lng=es&nrm=iso

SIMILARWEB, 2022. Ranking dos sites principais. 2022. [Acesso em 22 out. 2022]. Disponível em: https://www.similarweb.com/pt/

SOUSA, R. S. C., VALERIM, P., HELLER, B. e LIMA, M. H. T. F., 2021. Fetichismo da desinformação na web: uma pandemia agravada. Tomo. 2021. no. 38, p. 173-214. [Acesso em 8 ago. 2022]. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/tomo/article/view/14452

THOMPSON, J. B., 2011. Ideologia e cultura moderna; teoria social na era dos meios de comunicação de massa. Petrópilos, RJ: Vozes.

VAZ, P., 2001. Mediação e tecnologia. Revista FAMECOS. 2001. no. 16, p. 45-59. [Acesso em 9 ago. 2022]. Disponível em: https://www.academia.edu/20921489/Mediação_e_tecnologia

VENTURA, D. F. L. e BUENO, F. T. C., 2021. De líder a paria de la salud global: Brasil como laboratorio del “neoliberalismo epidemiológico” ante la Covid-19. Foro Internacional. 2021. vol. LXI, no. 2, p. 427-467. [Acesso em 8 ago. 2022]. Disponível em: https://forointernacional.colmex.mx/index.php/fi/article/view/2835

WORLD HEALTH ORGANIZATION, 2021. Listings of WHO’s response to COVID-19. 29 jan. 2021. [Acesso em 4 ago. 2022]. Disponível em: https://www.who.int/news/item/29-06-2020-covidtimeline

Downloads

Publicado

12/11/2022

Edição

Seção

O papel dos algoritmos e das plataformas digitais em contextos sociopolíticos

Como Citar

O sujeito informacional e as redes sociais online: reflexos da polarização política nas práticas informacionais relacionadas à pandemia de Covid-19. Liinc em Revista, [S. l.], v. 18, n. 2, p. e6081, 2022. DOI: 10.18617/liinc.v18i2.6081. Disponível em: https://revista.ibict.br/liinc/article/view/6081.. Acesso em: 18 jun. 2024.

Artigos Semelhantes

1-10 de 152

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.