Indexação automática e ontologias: identificação dos contributos convergentes na ciência da informação

Palavras-chave: Indexação automática, Ontologias, Recuperação da informação, Indexação semântica

Resumo

A indexação, humana e automática, foi desde sempre uma preocupação da área da ciência da informação (CI). A falta de consistência na indexação humana e de semântica na automática são apontadas como as grandes desvantagens. Uma possibilidade de dotar sistemas computacionais com maior capacidade de inferência reside na utilização de ontologias. Desta proposição objetiva-se identificar e analisar os estudos na área da CI que abordem as contribuições das antologias na indexação automática. Pretende-se (i) identificar os trabalhos científicos, nas bases Library & Information Science Source e Library, Information Science & Technology Abstracts que abordem este assunto, a sua distribuição temporal e geográfica; (ii) identificar e descrever a centralidade da abordagem temática aos dois conceitos (indexação automática e ontologias), e a abordagem metodológica dos respetivos artigos; (iii) identificar as contribuições presentes nos artigos que constituem o corpus relativamente às potencialidades da utilização conjunta dos dois conceitos. Partiu-se de um estudo exploratório assente numa revisão sistemática da literatura. Os resultados apontam como contribuições das ontologias na indexação automática: (i) desambiguar termos homógrafos e polissémicos; (ii) maior capacidade de integração de relações semânticas de forma automatizada; (iii) uma navegação e expansão de consultas através de relações semânticas; (iv) uma recuperação mais precisa e exaustiva da informação. Conclui-se que o desenvolvimento de sistemas que utilizam o potencial das ontologias na indexação automática procura contornar a sua falta de capacidade semântica. Apesar dos resultados promissores nesta matéria, infere-se que é ainda prematuro e inadequado falar de uma indexação semântica efetiva.

Biografia do Autor

Maria da Graça Melo Simoes, Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra

Doutora em Ciência da Informação pela Universidad de Salamanca (USAL) - Salamanca - Espanha. Professora da Universidade de Coimbra (UC) - Coimbra - Portugal.

Luís Miguel Oliveira Machado, Universidade de Coimbra (UC), Coimbra, Portugal.
Doutorando pela Universidade de Coimbra (UC), Coimbra, Portugal. Pesquisador pela Universidade de Coimbra (UC), Coimbra, Portugal.
Renato Rocha Souza
Pós-doutorado em Ciência da Computação pela University of South Wales, UK. Doutor em Ciência da Informação pela ECI-UFMG. Professor e Pesquisador da Escola de Ciência da Informação (ECI) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) - Belo Horizonte, MG - Brasil. Professor e Pesquisador da Escola de Matemática Aplicada (EMAp) da Fundação Getulio Vargas (FGV) - Rio de Janeiro, RJ - Brasil.
António Tavares Lopes
Doutorando em Informação e Comunicação em Plataformas Digitais pela Universidade do Porto (U.Porto) - Porto, Portugal. Assistente Convidado em Ciência da Informação na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra - Coimbra, Portugal.
Publicado
28/12/2017
Como Citar
SimoesM. da G. M., MachadoL. M. O., SouzaR. R., & LopesA. T. (2017). Indexação automática e ontologias: identificação dos contributos convergentes na ciência da informação. Ciência Da Informação, 46(1). Recuperado de http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/4020
Seção
Parte II - Aplicações e usos de ontologias na ciência da informação

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)