Um modelo populacional para análise de genealogia acadêmica: Evidências sobre crescimento acadêmico no Brasilgia acadêmica: Evidências sobre crescimento acadêmico no Brasil

Autores

Palavras-chave:

Genealogia acadêmica, Carreira acadêmica, Modelo populacional de crescimento

Resumo

Estudos recentes têm analisado a formação de novos cientistas por meio das relações de orientação em nível de pós-graduação. No entanto, essa literatura é eminentemente estática, no sentido de que não se aprofunda na atuação dos acadêmicos no decurso de suas carreiras. A fim de contribuir para o preenchimento dessa lacuna, este trabalho expande a análise das relações de orientação para um modelo populacional de crescimento, que contabiliza, anualmente, medidas a elas relacionadas. O modelo populacional de crescimento é aplicado em um conjunto composto por mais de 1 milhão de relações formais de orientação nos níveis de mestrado e doutorado, além de supervisões de pós-doutorado. As três principais contribuições deste trabalho correspondem à: (a) construção de um modelo para analisar o crescimento de grafos de genealogia acadêmica; (b) identificação da evidência de decréscimo, nos últimos anos, do percentual de acadêmicos que se tornam professores orientadores; e (c) identificação da evidência de maior produtividade observada nos professores seniores em comparação com outros atores.

Biografias dos autores

Rafael Jeferson Pezzuto Damaceno, Universidade Federal do ABC

Doutor em Ciência da Computação pela Universidade Federal do ABC (UFABC) - Santo André, SP - Brasil.

Maximiliano Barbosa da Silva

Doutor em Economia pela Universidade de São Paulo (USP) – SP - Brasil. Professor da Universidade Federal do ABC (UFABC) - Santo André, SP - Brasil.

Jesús Pascual Mena Chalco

Pós-Doutorado pela Universidade de São Paulo (USP) – SP - Brasil. Doutor em Ciências da Computação pela Universidade de São Paulo (USP) – Brasil, com período co-tutela em Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) – Brasil. Professor pela Universidade Federal do ABC (UFABC) - Santo André, SP - Brasil.

Referências

ALBERT, R.; JEONG, H.; BARABÁSI, A. L. Diameter of the World Wide Web. Nature. v. 401, p. 130-131, 1999. DOI: 10.1038/43601
BACAËR, N. A short history of mathematical population dynamics. Springer Science & Business Media, 2011. DOI: 10.1007/978-0-85729-115-8
CENTRO DE GESTÃO E ESTUDOS ESTRATÉGICOS (CGEE). Mestres e doutores 2015 - Estudos da demografia da base técnico-científica brasileira. Brasília/DF, 348 p., 2016.
DAMACENO, R. J. P.; ROSSI, L.; MUGNAINI, R.; MEMA-CHALCO, J. P. The Brazilian academic genealogy: evidence of advisor–advisee relationships through quantitative analysis. Scientometrics, v. 119, n. 1, p. 303-333, 2019. DOI: 10.1007/s11192-019-03023-0
ERDÖS, P.; RÉNYI, A. On the strength of connectedness of a random graph. Acta Mathematica Hungarica, v. 12, n. 1-2, p. 261-267, 1961.
JACKSON, M. O.; ROGERS, B. W. Meeting strangers and friends of friends: How random are social networks? American Economic Review, v. 97, n. 3, p. 890-915, 2007. DOI: 10.1257/aer.97.3.890
MALTHUS, T. R.; WINCH, D.; JAMES, P. Malthus: An Essay on the Principle of Population. Cambridge University Press, 1992.
DE SOLLA PRICE, Derek John. Little science, big science. New York: Columbia University Press, 119 p., 1963.
ROSSI, L.; DAMACENO, R. J.; FREIRE, I. L.; BECHARA, E. J., & MENA-CHALCO, J. P. Topological metrics in academic genealogy graphs. Journal of Informetrics, v. 12, n. 4, p. 1042-1058, 2018. DOI: 10.1016/j.joi.2018.08.004
ROSSI, L; FREIRE, I. L.; MENA-CHALCO, J. P. Genealogical index: A metric to analyze advisor–advisee relationships. Journal of Informetrics, v. 11, n. 2, p. 564-582, 2017. DOI: 10.1016/j.joi.2017.04.001
WU, Y.; VENKATRAMANAN, S.; CHIU, D. A Population Model for Academia: Case Study of the Computer Science Community using DBLP Bibliography 1960-2016. IEEE Transactions on Emerging Topics in Computing, 2018. DOI: 10.1109/tetc.2018.2855156

Downloads

Publicado

25/11/2020

Como citar

Pezzuto Damaceno, R. J., Barbosa da Silva, M., & Pascual Mena Chalco, J. (2020). Um modelo populacional para análise de genealogia acadêmica: Evidências sobre crescimento acadêmico no Brasilgia acadêmica: Evidências sobre crescimento acadêmico no Brasil. Ciência Da Informação, 49(3). Recuperado de http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/5466