PRÁTICAS ÁGEIS NO SETOR PÚBLICO

estrutura de governança do acordo de reparação de Brumadinho à luz do framework scrum

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21728/p2p.2024v10n2e-6847

Palavras-chave:

Gestão de projetos, Metodologias ágeis, Scrum, Gestão do conhecimento

Resumo

Este relato de experiência visa analisar as práticas ágeis adotadas na articulação institucional para implementação do Acordo Judicial de Reparação de Brumadinho, elucidando os desafios e soluções adotadas para promover o avanço contínuo das iniciativas previstas. Por meio da revisão teórica dos conceitos de métodos ágeis – especificamente do framework Scrum, e da contextualização do Acordo Judicial celebrado, foi realizada a observação do processo de consolidação da estrutura vigente, com ênfase aos Anexos I.3 e I.4. Com uma estrutura de governança simplificada, o Acordo pretendeu garantir agilidade e efetividade da tomada de decisão e, consequentemente, de implementação das medidas de reparação, promovendo também o envolvimento de representantes de várias pastas responsáveis pelo manejo dos efeitos do evento. Por sua vez, a atuação conjunta dessas instituições tem demandado a criação de fluxos e procedimentos inovadores, que permitam a cooperação e coordenação, sem prejuízo de suas competências legais e de sua autonomia. O framework Scrum se mostrou aplicável em parte significativa desse “projeto”, sendo possível sua adaptação no contexto analisado. No entanto, para uma maior efetividade, o método precisa ser cultuado e difundido para todos os atores envolvidos. Apesar dos encaminhamentos e resultados alcançados, identificam-se ainda desafios diante desta dinâmica, visando garantir o pleno envolvimento e participação de todos os atores no processo de discussão para as deliberações e tomada de decisão. Para trabalhos futuros, sugere-se expandir a análise das práticas do Scrum no Acordo e também nos projetos relacionados, em especial nos projetos destinados às Comunidades e Povos Tradicionais.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Luisa Silva Guimarães, Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão de Minas Gerais

    Pós Graduada em Gerenciamento de Projetos, pela Fundação Getúlio Vargas (2022) e graduada em Administração Pública pela Fundação João Pinheiro (2017). Desde 2019 é servidora pública, membra da carreira de Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental do Estado de Minas Gerais. Atualmente atua no Comitê Gestor Pró-Brumadinho, vinculado à Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão de Minas Gerais.

  • Giovanna Lunardi Toledo, Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão de Minas Gerais

    Pós Graduada em Gerenciamento de Projetos, pela Universidade de São Paulo (USP) (2022) e graduada em Administração Pública pela Fundação João Pinheiro (2019). Desde 2019 é servidora pública, membra da carreira de Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental do Estado de Minas Gerais. Atualmente atua no Comitê Gestor Pró-Brumadinho, vinculado à Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão de Minas Gerais. 

  • Karen Christine Dias Gomes Rodrigues, Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão de Minas Gerais

    Doutoranda Profissional em Políticas Públicas pela Escola Nacional de Administração Pública (2021-2025 previsão). Mestre em Administração Pública pela Fundação João Pinheiro (2015-2017). Especialista em Gestão de Projetos pela PUC Minas (2014). Bacharel em Administração Pública pela Fundação João Pinheiro (2012). Tem experiência na área de Administração Pública, com ênfase em Administração, atuando principalmente nos seguintes temas: Planejamento e Monitoramento, Reparação de Desastres Minerários, Execução Orçamentária e Financeira, Operações de Crédito, Gestão de Projetos, Contratualização de Resultados.

  • Patrícia Nascimento Silva, Universidade Federal de Minas Gerais

    Professora Adjunta no Departamento de Organização e Tratamento da Informação na Escola de Ciência da Informação (ECI) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Pesquisadora no Programa de Pós-Graduação em Gestão & Organização do Conhecimento (PPGGOC) ECI/UFMG. Atuou como Analista de Sistemas por 15 anos na área de Engenharia de Software. Interesse na área de Ciência da Informação e Sistemas de Informação, na linha de Gestão e Tecnologia, com destaque para: Recuperação de Informação, Representação e Organização da Informação e do Conhecimento, Interoperabilidade, Governança de dados. Editora-chefe da Revista Múltiplos Olhares em Ciência da Informação (ECI/UFMG) e da Revista Docência do Ensino Superior (GIZ/PROGRAD UFMG). Integra a Comissão Editorial da Educação em Revista (FAE/UEMG).

Referências

ABEL, A. Agile software development in the public sector-the case of digital learning resources portal e-Koolikott. 2017. Disponível em: https://www.academia.edu/43956415/Agile_software_development_in_the_public_sector_the_case_of_digital_learning_resources_portal_e_Koolikott. Acesso em: 15 out. de 2023.

AGILEMANIFESTO.ORG. Principles behind the Agile Manifesto. 2001. Disponível em: https://agilemanifesto.org/principles.html. Acesso em: 19 out. 2023.

BRESSER PEREIRA, Luiz Carlos. Da administração pública burocrática à gerencial. In: BRESSER PEREIRA, Luiz Carlos; SPINK, Peter (orgs.). Reforma do estado e administração pública gerencial. São Paulo: FGV, 2005, 6 ed.

CARNEIRO, R., and MENICUCCI, TMG. Gestão pública no século XXI: as reformas pendentes. In FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ. A saúde no Brasil em 2030 - prospecção estratégica do sistema de saúde brasileiro: desenvolvimento, Estado e políticas de saúde [online]. Rio de Janeiro: Fiocruz/Ipea/Ministério da Saúde/Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, 2013. Vol. 1. pp. 135-194. ISBN 978-85-8110-015-9. Disponível em: https://books.scielo.org/id/895sg/pdf/noronha-9788581100159-06.pdf. Acesso em: 15 out. 2023

CRESWELL, JOHN (2014), “Investigação qualitativa e projeto de pesquisa: escolhendo entre cinco abordagens”, em Editora penso, 3ed., Porto Alegre, Brasil.

FEITOSA, L.V.S, COSTA, C. E. S. Inovações no setor público: a resistência à mudança e o impacto causado no comportamento do indivíduo. V SINGEP Simpósio Internacional de Gestão de Projetos, Inovação e Sustentabilidade. 2016

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. Editora Atlas, São Paulo,SP,Brasil, 1999.

HIGHSMITH, J. The Agile Manifesto History. 2001. Disponível em: https://agilemanifesto.org/ history.html. Acesso em: 17 out. 2023.

MINAS GERAIS. Acordo Judicial. 04/02/2021a. Disponível em: https://www.mg.gov.br/sites/default/files/paginas/Minuta%20versao%20final.pdf.pd.Acesso em: 19 maio 2022.

MINAS GERAIS. Decreto NE nº 176, de 26 de fevereiro de 2019. Institui o Comitê Gestor Pró-Brumadinho em decorrência da ruptura da Barragem I da Mina do Córrego do Feijão, no Município de Brumadinho. Disponível em: http://jornal.iof.mg.gov.br/xmlui/bitstream/handle/123456789/214887/caderno1_2019-02-27%201.pdf?sequence=1. Acesso em: 17 out. 2023.

MINAS GERAIS. Decreto nº 48.636, de 19 de junho de 2023. Dispõe sobre a organização da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão e dá outras providências. Disponível em: https://www.almg.gov.br/legislacao-mineira/texto/DEC/48636/2023/. Acesso em: 15 nov. 2023.

PATTON, Michael Quinn. Qualitative Research & Evaluation Methods. 3rd edition.SagePublications,Inc. California, EUA, 2002.

SCHWABER, K.; SUTHERLAND, J. The 2020Scrum Guide. Disponível em: https://scrumguides.org/scrum-guide.html.Acesso em: 17 out. 2023

SILVA, Edna Lúcia da. Metodologia da Pesquisa e Elaboração de Dissertação. 4. ed.UFSC.Florianópolis, SC, Brasil, 2005.

VACARI, I. Um estudo empírico sobre a adoção de métodos ágeis para desenvolvimento de software em organizações públicas. 2015. Disponível em: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/6189. Acesso em: 15 out 2023.

YIN, Robert K. Estudo de caso. Planejamento e métodos. 5ed. Editora Bookman. PortoAlegre,RS, Brasil, 2014.

YIN, Robert K. Pesquisa Qualitativa do início ao fim. 1ed. Editora Penso. PortoAlegre,RS, Brasil, 2016.

Downloads

Publicado

12/03/2024 — Atualizado em 15/04/2024

Versões

Edição

Seção

Estudos da Informação

Como Citar

GUIMARÃES, Luisa Silva; TOLEDO, Giovanna Lunardi; RODRIGUES, Karen Christine Dias Gomes; NASCIMENTO SILVA, Patrícia. PRÁTICAS ÁGEIS NO SETOR PÚBLICO: estrutura de governança do acordo de reparação de Brumadinho à luz do framework scrum. P2P E INOVAÇÃO, Rio de Janeiro, RJ, v. 10, n. 2, p. e-6847, 2024. DOI: 10.21728/p2p.2024v10n2e-6847. Disponível em: https://revista.ibict.br/p2p/article/view/6847.. Acesso em: 25 jun. 2024.

Artigos Semelhantes

1-10 de 397

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.